A Fadiga

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Fadiga

Mensagem  João em Sex Mar 30, 2012 7:03 pm

Neste momento a fadiga é o sintoma da EM que mais condiciona a minha vida.
Eu (não sou médico mas sou muito bom observador) divido a minha fadiga em 3 tipos: física, psicológica e mental.
A fadiga física resulta talvez de problemas de transmissão de sinal ao longo da coluna. Eu tenho uma actividade de secretária, consigo fazer longas caminhadas... mas durante a actividade sexual certas posições deixam-me extenuado ao fim muito pouco tempo (e não é por serem fisicamente exigentes). Só consigo ter relações bem sucedidas se tiver cuidado com a postura da coluna, caso contrário nem com pastilha, nem com um milagre... fico exausto e corta-me as possibilidades de chegar ao orgasmo.
A fadiga psicológica eu observo em reuniões familiares e/ou de trabalho e/ou de amigos. Em geral mais de 4 pessoas, especialmente se desconhecidos ou com quem tenha pouca confiança, deixam-me muito cansado. Até o Natal em família me deixa exausto, evito ter de conduzir depois de uma reunião por causa do cansaço. As poucas discussões que tive com a minha mulher, mesmo sendo breves e pouco significativas, e até agora todas terminarem bem, também me deixam arrasado.
A fadiga mental é estranha, não é estar cansado de fazer contas, ou cansado de pensar. Esta fadiga traduz-se numa incapacidade de iniciar tarefas, eu chamo-lhe "falta de energia de activação". Sei que preciso de fazer uma tarefa, penso nela, no que é necessário, mas sinto uma grande dificuldade em iniciar a tarefa. Esta forma de fadiga é, de longe, a que mais me afecta. Em vez de fazer, penso eu outras coisas para fazer ou outras formas de fazer e disperso a minha concentração. Eu já fui uma pessoa extremamente pro-activa e agora estou quase uma múmia, estou sempre à espera que me digam o que fazer porque não tenho energia para eu próprio arrancar a fazer. Eu vou iniciando tarefas sozinho, mas ao fim de algum tempo já me sinto exausto de tomar as decisões de iniciar tarefas.
Certas tarefas misturam 2 ou mais tipos de fadiga e têm um efeito devastador. Para limpar a casa tenho de pensar no que vou fazer, como vou fazer, começar a fazer e as posturas da coluna não são sempre as melhores (limpar o pó debaixo da cama, limpar um candeeiro no tecto, arrastar um móvel com pouco espaço). A única forma é se a minha mulher me disser o que tenho de fazer e quando tenho que fazer, assim apenas sinto a fadiga física e fazendo pequenos intervalos consigo ir fazendo as limpezas.
Já perguntei ao meu neurologista se havia medicação adequada... a resposta nunca foi clara, parece que existem medicamentos que podem funcionar mas são experimentais, e podem provocar epilepsia...
Existem pessoas com amantes, eu sou uma dessas pessoas, as minhas amantes são: a minha mulher, o meu trabalho, e as minhas 3 fadigas. Com tantas amantes o meu problema é conseguir gerir as relações "com e entre" elas.
A minha vida é muito condicionada porque, além de evitar actividades que me causem muita fadiga, também tenho de "economizar a energia de activação" para ter forças para iniciar as tarefas mais importantes.
Uma coisa curiosa é que se sentir uma motivação forte e apaixonada, as fadiga mental nem se faz sentir.
Graças à fadiga sou 30% do que era à 10 anos atrás.

João
Frequente
Frequente

Mensagens : 6
Data de inscrição : 28/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fadiga

Mensagem  anah em Qui Abr 26, 2012 12:42 pm

olá

A fadiga é sem dúvida um dos sintomas que eu considero mais incapacitantes... porque por vezes com umas dores, uns problemas de visão ainda nos permitem fazer o nosso dia a dia... mas a fadiga não...

Felizmente embora tenha dias, ou alturas do dia em que me sinto muito cansada... e sem energia para fazer o que seja, tenho conseguido sempre "levantar-me" e fazer o que preciso...

O que me ajuda é estabelecer objectivos... como sou teimosa isso ajuda-me, a não adiar e a fazer tudo a que me proponho, se bem que nestes ultimos tempos sou bem mais realista e conservadora em relação às metas a que me proponho... o que irrita mais acaba por ser as limitações que os outros me impões por ter EM...

Mas um passo de cada vez e chega-se lá... acredito que a fadiga seja uma das fases da EM, quando está bom tempo e sol, sinto-me sempre com mais energia e pode ser que o mesmo aconteça contigo... espero que sim!

Um abraço

Ana

anah
Colaborador senior
Colaborador senior

Mensagens : 20
Data de inscrição : 06/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fadiga

Mensagem  anah em Qui Abr 26, 2012 4:32 pm

nem de proposito que hoje, o dia em que vi o teu post encontre este video:
http://www.youtube.com/watch?v=6q44a6oxAAA&feature=share%27%2C%29


anah
Colaborador senior
Colaborador senior

Mensagens : 20
Data de inscrição : 06/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fadiga

Mensagem  Débora Reis em Qua Maio 02, 2012 2:14 am

Oiiii, eu sinto fadiga demais, eu sempre gostei de ficar junto de muitas pessoas mas agora muita gente falando e eu fico fadigada. Sabe eu tento esplicar para as pessoas, mas ninguém me me compreendem.
Sempre q estou estudando para prova chega um certo ponto q nao adianta estudar.
Isso é normal, será?

Débora Reis
Novato
Novato

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fadiga

Mensagem  anah em Qua Maio 02, 2012 11:18 am

Fadiga é um dos sintomas de EM... é um dos mais dificeis de controlar e de lidar mas com o tempo é possivel aprender a contornar este momentos mais dificeis...
um abraço

Ana

anah
Colaborador senior
Colaborador senior

Mensagens : 20
Data de inscrição : 06/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

COMO VOS COMPREENDO...

Mensagem  carla henriques em Qui Jul 12, 2012 11:02 pm

João escreveu:Neste momento a fadiga é o sintoma da EM que mais condiciona a minha vida.
Eu (não sou médico mas sou muito bom observador) divido a minha fadiga em 3 tipos: física, psicológica e mental.
A fadiga física resulta talvez de problemas de transmissão de sinal ao longo da coluna. Eu tenho uma actividade de secretária, consigo fazer longas caminhadas... mas durante a actividade sexual certas posições deixam-me extenuado ao fim muito pouco tempo (e não é por serem fisicamente exigentes). Só consigo ter relações bem sucedidas se tiver cuidado com a postura da coluna, caso contrário nem com pastilha, nem com um milagre... fico exausto e corta-me as possibilidades de chegar ao orgasmo.
A fadiga psicológica eu observo em reuniões familiares e/ou de trabalho e/ou de amigos. Em geral mais de 4 pessoas, especialmente se desconhecidos ou com quem tenha pouca confiança, deixam-me muito cansado. Até o Natal em família me deixa exausto, evito ter de conduzir depois de uma reunião por causa do cansaço. As poucas discussões que tive com a minha mulher, mesmo sendo breves e pouco significativas, e até agora todas terminarem bem, também me deixam arrasado.
A fadiga mental é estranha, não é estar cansado de fazer contas, ou cansado de pensar. Esta fadiga traduz-se numa incapacidade de iniciar tarefas, eu chamo-lhe "falta de energia de activação". Sei que preciso de fazer uma tarefa, penso nela, no que é necessário, mas sinto uma grande dificuldade em iniciar a tarefa. Esta forma de fadiga é, de longe, a que mais me afecta. Em vez de fazer, penso eu outras coisas para fazer ou outras formas de fazer e disperso a minha concentração. Eu já fui uma pessoa extremamente pro-activa e agora estou quase uma múmia, estou sempre à espera que me digam o que fazer porque não tenho energia para eu próprio arrancar a fazer. Eu vou iniciando tarefas sozinho, mas ao fim de algum tempo já me sinto exausto de tomar as decisões de iniciar tarefas.
Certas tarefas misturam 2 ou mais tipos de fadiga e têm um efeito devastador. Para limpar a casa tenho de pensar no que vou fazer, como vou fazer, começar a fazer e as posturas da coluna não são sempre as melhores (limpar o pó debaixo da cama, limpar um candeeiro no tecto, arrastar um móvel com pouco espaço). A única forma é se a minha mulher me disser o que tenho de fazer e quando tenho que fazer, assim apenas sinto a fadiga física e fazendo pequenos intervalos consigo ir fazendo as limpezas.
Já perguntei ao meu neurologista se havia medicação adequada... a resposta nunca foi clara, parece que existem medicamentos que podem funcionar mas são experimentais, e podem provocar epilepsia...
Existem pessoas com amantes, eu sou uma dessas pessoas, as minhas amantes são: a minha mulher, o meu trabalho, e as minhas 3 fadigas. Com tantas amantes o meu problema é conseguir gerir as relações "com e entre" elas.
A minha vida é muito condicionada porque, além de evitar actividades que me causem muita fadiga, também tenho de "economizar a energia de activação" para ter forças para iniciar as tarefas mais importantes.
Uma coisa curiosa é que se sentir uma motivação forte e apaixonada, as fadiga mental nem se faz sentir.
Graças à fadiga sou 30% do que era à 10 anos atrás.

carla henriques
Novato
Novato

Mensagens : 3
Data de inscrição : 12/07/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fadiga

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum